quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Jesus da boca pra dentro - João 6:57-58

Primeira Igreja Batista de Cruzeiro do Oeste

Culto na casa do irmão zezinho 18 de Dezembro de 2015

INTRODUÇÃO
O evangelho de João é o livro que mais revela sobre Jesus, o texto do nosso tema é a continuação e os desdobramentos do milagre da multiplicação dos pães, e também mostra pessoas que já naquela época seguiam ( corriam atrás ) de Jesus por interesse material ( João 6:26 ), muito comum hoje, pessoas que correm para alcançar um Jesus que lhes sirva.
Jesus escandaliza a muitos ao pronunciar “comam da minha carne e bebam do meu sangue”, e muitos dos seus discípulos o deixam V60 “duro é este discurso”. Parece que intenção de Jesus era essa mesmo, de fazer um filtro.

1) Jesus o pão da vida: assim como hoje e também naquele tempo, as pessoas acompanhavam Jesus não pela verdade de sua palavra, mais pelo que ele poderia fazer materialmente, o pão como alimento temporário ( v58 ). Então Jesus explica que o pão que eles estão buscando o pão errado e que devem se alimentar dele mesmo, palavra, porque Jesus é o pão da vida, e quem dele se alimenta vive para sempre ( v51 ), Jesus dizia que “comessem sua carne”, ou que internalizassem sua palavra, porque ele é o verbo ( João 1:1 ), e é esse pão do céu a que Jesus se referia a aqueles que buscavam somente o pão de farinha ( João 6:26 ).
- Jesus faz referência a seu sacrifício em v51b.
- não temos vida em nós mesmos v53.
- Jesus estava dizendo que não é este pão de farinha que ele tinha multiplicado que importava e sim a palavra de Deus, ou seja, ele mesmo, e isso sim deveria ser motivo para as pessoas o seguirem.
E tudo se repete, hoje é igual, o agravante que muitas religiões ditas cristãs promovem tal erro, colocando Jesus como provedor de pão de farinha, trazendo para os dias de hoje, bens materiais, conforto, honra de homens, posição social, status. Os seguidores deste “Jesus gênio da lampada” não passam de miseráveis ( 1 Co 15:19 Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. )

2) Como comer a carne e beber o sangue de Jesus ? Como internalizar a palavra de Jesus ( o verbo ) ?
Não existe nenhuma maneira, a não ser pela fé. Não como fé por decidir acreditar ou uma conclusão ou compreensão intelectual que nos faz ser adeptos a uma comunidade de fé, isso não é fé. Fé verdadeira é de “comer” a palavra, jogar pra dentro do coração verdadeiramente, a ponto de que o próprio Espírito Santo nos testifique tal verdade ( Rm 8:16 O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. )
- Obediência é amor por Deus ( João 14:21, Mateus 22:36-40 )
- Ore ( Jeremias 3:33 )
- Ler e aprender ( salmos 119:11,34)
Fé verdadeira tem o chamado espiritual do Senhor ao qual devemos obedecer e nos entregar, nos largar aos pés de Jesus e pular de cabeça no aparentemente nada e que significa absolutamente tudo ! Esta fé não é somente uma compreensão intelectual antes compreensão espiritual e sobrenatural que vem do próprio Deus, algo que do nada passa a existir dentro em nós, que é a compreensão do Reino de Deus.

3) Transformação: ( exemplo dos cachorros gêmeos )
Flamingo. É uma ave que nasce branca e vai ficando rosa ao passar da vida devido a uma substância chamada betacaroteno que existe nos crustáceos e algas na qual se alimenta.
Assim como o flamingo, somos nós, nos transformamos no que nos alimentamos, se nos alimentamos mais de mundanismos nos transformaremos em mundanos e carnais, porém se o alimento predominante for a Palavra de Deus no evangelho de Cristo nos tornaremos mais parecidos com Ele. Nesta fala de Jesus de João 6:57 ele diz que devemos nos alimentar dele, é esse o alimento que ele tem para oferecer, o pão do céu, sua carne como sacrifício por nós, devemos internalizar em nosso coração fortemente de tal maneira que seremos transformados, nosso procedimento cristão só é verdadeiramente sincero e válido para Deus se tivermos verdadeiramente parte entranhável com Jesus e sua palavra. (v56-57)

CONCLUSÃO: Jesus em sua misericórdia nos dá “pão de farinha”, porém não é este seu objetivo, na ocasião da multiplicação dos pães, onde a história se concretizava, foi por causa de sua bondade com o povo que lhe ouvia sem ter o que comer. Só existiu este evento por causa de Jesus e sua palavra aos ouvintes, seguir a Jesus é esperar o pão da vida eterna e não o pão de farinha. ( entretenimento na igreja )

Crer em Jesus como salvador vai além de uma simples decisão de crer, é Jesus habitando em nós nos habilitando a eternidade com Deus e consequentemente uma transformação de mente e de vida enquanto esperamos sua vinda para tal testemunhar ao mundo.